Prefeitura realiza seminário de formação para servidores municipais em alusão ao Dia Internacional de Combate à LGBTfobia

0

Servidores públicos municipais participam de seminário de capacitação com o tema: “Os Desafios das Políticas Públicas para a Diversidade de Gênero em Parauapebas”. O objetivo é orientar e capacitar os servidores na área dos direitos humanos e diversidade sexual para ofertar o melhor atendimento à população, visto que o setor público é a porta de entrada da garantia dos direitos humanos e da cidadania.

A capacitação também teve como objetivo promover ações que incentivem as denúncias das violências a que são acometidas diariamente a lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT), bem como criar mecanismos efetivos de promoção e defesa dos direitos humanos dessa população.

O seminário estabeleceu um amplo debate acerca da LGBTfobia ocorrida nos diversos espaços públicos da cidade, sensibilizou a sociedade e o poder público sobre o respeito aos direitos da população LGBT, desmistificou preconceitos a respeito da diversidade sexual e suas identidades de gênero, fortaleceu a visibilidade positiva da população LGBT, trouxe a reflexão sobre a diversidade sexual e lançou desafios contra a discriminação pela livre orientação e expressão afetivo-sexual e de identidade de gênero.

Dia Internacional contra LGBTfobia

Nessa data, a Organização Mundial de Saúde (OMS) retirou a homossexualidade do quadro de doenças e patologias, passando a considerá-la uma forma de expressão saudável da sexualidade humana. No Brasil, a data passou a ser celebrada a partir de 2010, quando foi instituída por meio de decreto presidencial. Em todos os estados, a população LGBT aproveita a data para celebrar a conquista e desenvolver diversas programações voltadas ao combate à LGBTfobia e erradicação de preconceitos em razão da orientação sexual e ou identidade de gênero.

“É muito importante que a gente consiga sensibilizar a juventude de Parauapebas, não só a juventude, mas todo cidadão parauapebense a juntar-se a esse combate contra todo tipo de preconceito, contra todo tipo de estigmatização. Então, conhecer as peculiaridades do público LGBTQIA+ é de extrema importância para que a gente consiga qualificar melhor nossa atenção em nosso serviço e combater a violência”, destaca André Reis, psicólogo.

“A proposta desse seminário é fazer com que os nossos servidores públicos tenham uma compreensão da política voltada para o movimento LGBTQIA+, porque é preciso compreender para incluir nas políticas públicas”, destaca Vânia Monteiro, secretária municipal de Assistência Social.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.