‘Nova’ mineradora da Vale já nascerá entre as dez mais valiosas do mundo

0

A Vale Base Metals, a nova empresa que a companhia Vale está criando, pode em pouco tempo ser uma das dez maiores mineradoras do mundo, considerando o ranking global em valor de mercado. A Vale já recebeu ofertas não vinculantes e está perto de vender em torno de 10% do negócio, responsável pela extração de cobre e níquel, os metais da transição energética e dos carros elétricos, e que podem levar a nova unidade a valer US$ 40 bilhões.

Esse número é a metade do que a própria Vale tem de valor de mercado em Nova York, quase o dobro da gigante ArcelorMittal (US$ 23 bilhões) e não muito distante de outras grandes mineradoras do mundo, como Anglo American (US$ 51 bilhões), Glencore (US$ 85 bilhões) e Rio Tinto (US$ 118 bilhões). O CEO da Vale, Eduardo Bartolomeo acredita que a nova empresa pode ficar do tamanho da própria Vale.

Unidade demandará US$ 20 bi em investimentos

A empresa estima precisar de investimentos de US$ 20 bilhões na nova unidade e promete revelar o nome do novo sócio até o fim do primeiro semestre de 2023. “Não há um negócio dessa escala no mundo hoje, combinando níquel e cobre”, disse o diretor financeiro da Vale, Gustavo Pimenta, em apresentação para investidores, em Nova York.

Apesar do potencial futuro, devido ao crescente interesse pelos chamados “metais verdes” que serão mais demandados na transição energética em curso no mundo, a unidade ainda tem presente incerto. A última atualização das projeções da Vale reduziu a estimativa de produção de níquel, de 180 mil toneladas deste ano para faixa de 160 mil a 175 mil no ano que vem. O níquel é matéria-prima básica para as baterias de carros elétricos, e a Vale já fechou dois grandes contratos com as norte-americanas Tesla e General Motors para o fornecimento do metal.

Um dos sinais da importância que a nova unidade está ganhando dentro da Vale foi a recepção da vice-presidente de Metais Básicos, Deshnee Naidoo, no Vale Day, em Nova York, no começo do mês. Ela atraiu a atenção da audiência e anunciou a entrega da expansão da operação de Salobo, a maior operação de cobre da Vale, no Pará, que deve alcançar plena capacidade no quarto trimestre de 2024.

Fonte: Terra

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.