Komatsu apoia projeto que visa enfrentar exclusão escolar em Parauapebas

0

A Komatsu, fabricante de equipamentos para os segmentos de mineração, construção e florestal, fechou uma parceria com a Fundação Vale e está investindo R$ 1,3 milhão no Projeto Territórios em Rede, da Fundação, em parceria com a ONG Cidade Escola Aprendiz. A iniciativa tem por objetivo identificar crianças e adolescentes de 4 a 17 anos que estejam fora da escola ou em risco de evasão escolar e ajudar a reinseri-los nas escolas públicas de Parauapebas.

O projeto, que conta com o apoio da Prefeitura de Parauapebas e terá uma duração de 30 meses, visa identificar os principais desafios relativos à efetivação do direito à educação, propondo um conjunto de ações que permitam garantir a prevenção e o enfretamento à exclusão escolar, por meio de diagnóstico aprofundado e da articulação de setores governamentais e não-governamentais para o desenvolvimento de políticas e iniciativas intersetoriais.
 

“A Komatsu avaliou todo o escopo do projeto apresentado pela Fundação Vale e, em razão da organização e condução deste mesmo projeto e o sucesso visto em outras regiões nas quais conduziu similar trabalho, concluiu que a parceria ampliaria os recursos e maximizaria os resultados a serem obtidos no município, diferente de uma atuação solo da Komatsu”, explica Guilherme Santos, vice-presidente executivo. “Outro ponto fundamental para seguirmos na parceria foi o caráter de sustentabilidade e alto impacto positivo na comunidade que o projeto carrega. Ter recursos de ambas as empresas possibilita expandir estes horizontes de atuação e gerar mais ganhos à comunidade de Parauapebas”, completa. 


“A Fundação Vale acredita que para ampliar alcance e resultados é preciso trabalhar em conjunto. Por isso, sua atuação se dá sempre de forma colaborativa com o poder público, empresas e sociedade civil, que constituem uma rede capaz de materializar objetivos e propósitos comuns em cada território. Daí a importância de se ter a Komatsu como parceira”, explica Fernanda Fingerl, gerente de Metodologias da Fundação Vale. 

Principais desafios

Natacha Costa, diretora da ONG Cidade Escola Aprendiz, organização executora do projeto, afirma que a pandemia criou a maior crise educacional já vivida em nosso País e os mais atingidos foram os mais vulneráveis, com o aumento da pobreza extrema e o desemprego recorde.

Em Parauapebas, são 77 unidades escolares da rede municipal que compreende Ensino Fundamental, Educação Infantil e Educação de Jovens e Adultos. Já a rede estadual possui 15 unidades escolares no município. O total de alunos matriculados nas duas redes ultrapassa 61 mil estudantes. “Nossa meta é reinserir na escola e atuar para a permanência escolar de 1,2 mil crianças e adolescentes”, esclarece Natacha.


Próximos passos

A equipe do Territórios em Rede já realizou atividades de campo na zona rural do município, nas comunidades de Palmares Sul, Palmares II e Cedere, além de visitas às escolas em Palmares I e, na sede, a Usina Paz, no bairro Tropical. O projeto já identificou, de junho a dezembro de 2022, 381 crianças e adolescentes que estavam fora da escola ou em risco de exclusão no município. 139 delas já foram reinseridas no sistema educacional. 

Territórios em Rede

O projeto Territórios em Rede existe desde julho de 2020 e surgiu da necessidade de uma maior contribuição com as políticas públicas de proteção social e garantia do direito à educação nos territórios de atuação da Fundação Vale, por meio da experiência metodológica do Programa Aluno Presente da Cidade Escola Aprendiz, que desenvolve, desde 2013, projetos direcionados a esta questão. A iniciativa integra o Programa de Educação e Saúde da Fundação Vale, que conta também com ações de fortalecimento da atenção básica em saúde, da assistência social e da alfabetização em oito municípios do sudeste do Pará. 

Sobre a Komatsu 

A Komatsu é líder na fabricação e fornecimento de equipamentos, tecnologias e serviços para os mercados de mineração, construção, industrial e florestal. Há um século, os equipamentos e serviços da Komatsu têm sido usados por empresas em todo o mundo para desenvolver uma infraestrutura moderna, extrair minerais fundamentais, manter florestas e criar tecnologia e produtos de consumo. Por meio de tecnologia e dados relevantes, a Komatsu e sua rede de distribuidores entregam aos clientes mais segurança e aumento de produtividade, ao mesmo tempo que otimizam a performance das operações.

Sobre a Fundação Vale

O desenvolvimento social é o maior propósito da Fundação Vale que, há mais de 50 anos, busca dialogar com os territórios e fortalecer políticas públicas com objetivo de contribuir para transformações sociais estruturantes nos territórios em que a Vale atua. Presente atualmente nos estados do Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Pará e Rio de Janeiro, a Fundação Vale trabalha com uma rede de parceiros institucionais, executores e investidores para realizar programas com foco principal nos campos da saúde, da educação e da proteção social.

Sobre a Associação Cidade Escola Aprendiz

Estruturada em programas que atuam em diversas cidades do país, a Organização da Sociedade Civil de Interesse Público, Associação Cidade Escola Aprendiz pesquisa e desenvolve conteúdos metodológicos, dissemina experiências, realiza formações para gestores, educadores e lideranças sociais, contribuindo para a modelagem e implementação de políticas públicas de educação e direitos humanos. Em 2019, a Cidade Escola Aprendiz impactou diretamente 31.207 pessoas e mobilizou 460 organizações com a realização de projetos em todo o país. Seus sites receberam 8,8 milhões de visualizações e seus canais no Facebook alcançaram 44,1 milhões de pessoas.  Mais informações: Aluno Presente (Link); Centro de Referências em Educação Integral (Link); Educação e Território (Link)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.