Jovem é assassinado a tiros no Rio Verde, em Parauapebas

0

A Policia Civil de Parauapebas ainda não tem a identificação e nem tão pouco o paradeiro de uma dupla de assassinos que montada em uma moto tipo Honda, Broz, cor amarela, de placa não anotada, executou com dois tiros provavelmente de revolver um homem identificado apenas por Thiago. O crime aconteceu por volta das 19h30, de quarta-feira 27, no interior da residência de numero 132, da rua São João, bairro Rio Verde, zona Central da Cidade.


Informações repassadas para policia que estão sendo investigadas dão conta que a vítima é desconhecida nas redondezas. Entretanto a pouco tempo havia feito amizade com o dono da residência onde ocorreu o crime. Para a polícia o morador do imóvel e a esposa dele contaram que a menos de uma semana passaram a ver Thiago naquela rua e que a cerca de 4 dias haviam feito amizade com o mesmo.

O homem disse aos investigadores que se encontrava em um bar próximo de sua residência quando Thiago chegou e perguntou se ele não conhecia alguém que lavasse roupas por ali, com a resposta negativa, o mesmo teria perguntado novo amigo se ele era casado e se a esposa dele não queria ganhar um dinheiro lavando suas roupa, o que foi aceito, momento em que Thiago já deixou algumas roupas para ser lavadas, passando cerca de quatro dias, Thiago teria retornado ao mesmo bar, isso por volta das 19 horas, onde novamente encontrou o esposo da mulher que havia pego suas roupas para lavar, instante em que o mesmo lhe disse para ir buscar as roubas pois já estavam limpas.

Ainda segundo a testemunha ao falar com Thiago, lhe acompanhou até em casa e chegando abriu a porta e chamou sua esposa para que pegasse as roupas a Thiago, pois o mesmo estava ali para buscar, e quando ambos adentraram a sala da casa, Thiago teria ficado em pé na entrada quando de repente teria chegado ao local uma dupla em uma motocicleta, dizendo… “É um assalto, é um assalto”, momento em que em ato continuo o que estava na garupa da moto sem capacete teria sacado da arma e efetuado três disparos contra a Thiago, que sem reagir caiu na sala do casal, morrendo instantaneamente no local, enquanto os assassino deixaram o logradouro tomando rumo ignorado sem levar nada da vitima.

Acionada uma guarnição da Polícia Militar esteve no local e realizou o isolamento da área até a chagada dos investigadores do Departamento de Homicídio da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, e da equipe de remoção do Instituto Médico Legal (IML), acompanhada de uma perita.


Após os levantamentos de informações realizado pelos policiais civis e militares, junto aos moradores vizinhos ao local de crime, e trabalhos de levantamentos de local de crime realizados pela perita, os técnicos de remoção do IML removeu o corpo do até então desconhecido e o encaminharam ao Centro de Perícia Cientifica Renato Chaves (CPCRC) de Parauapebas, onde o cadáver será necropsiado.

(Neide Folha)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.